III Congresso de Diversidade Sexual e de Gênero

Vem aí o III Congresso de Diversidade Sexual e de Gênero – 2a edição internacional.

Estão abertas inscrições para envio de resumos.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Democracia, Direito Constitucional, Direitos Fundamentais, Direitos Humanos, Minorias

Taruffo falando sobre Precedentes (vídeo em espanhol)

Espetacular vídeo do Prof. Michele Taruffo sobre Precedentes:

P.s.: Emocionado por ele ter citado meu texto (a partir de 1h:01min.)!

Deixe um comentário

Arquivado em Judiciário

Omissão do STF em Criminalizar a Homotransfobia e a ADO. 26 – com a presença do Prof. Paulo Iotti

No dia 20.10.17 o Grupo de Pesquisa: “Omissão Inconstitucional e o Papel do STF: estudo sobre a ADO. n. 26” (UFOP) teve uma reunião extraordinária com a presença do Advogado e Prof. Dr. Paulo Iotti, que veio falar sobre os desafios de “advocay” tanto no STF quando na CIDH sobre os direitos da minoria LGBTI.

Deixe um comentário

Arquivado em Direito Constitucional, Minorias

Ditadura de 1964 – Tortura

“A primeira forma de torturar foi me arrancar a roupa. Lembro-me que ainda tentava impedir que tirassem a minha calcinha, que acabou sendo rasgada. Começaram com choque elétrico e dando socos na minha cara. Com tanto choque e soco, teve uma hora que eu apaguei. Quando recobrei a consciência, estava deitada, nua, numa cama de lona com um cara em cima de mim, esfregando o meu seio. Era o Mangabeira [codinome do escrivão de polícia de nome Gaeta], um torturador de lá. A impressão que eu tinha é de que estava sendo estuprada. Aí começaram novas torturas. Me amarraram na cadeira do dragão, nua, e me deram choque no ânus, na vagina, no umbigo, no seio, na boca, no ouvido. Fiquei nessa cadeira, nua, e os caras se esfregavam em mim, se masturbavam em cima de mim. A gente sentia muita sede e, quando eles davam água, estava com sal. Eles punham sal para você sentir mais sede ainda. Depois fui para o pau de arara. Eles jogavam coca-cola no nariz. Você ficava nua como frango no açougue, e eles espetando seu pé, suas nádegas, falando que era o soro da verdade. Mas com certeza a pior tortura foi ver meus filhos entrando na sala quando eu estava na cadeira do dragão. Eu estava nua, toda urinada por conta dos choques. Quando me viu, a Janaína perguntou: ‘Mãe, por que você está azul e o pai verde?’.

MARIA AMÉLIA DE ALMEIDA TELES, ex-militante do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), era professora de educação artística quando foi presa em 28 de dezembro de 1972, em São Paulo (SP) pela ditadura militar no Brasil.

A imagem pode conter: 1 pessoa, óculos

Deixe um comentário

Arquivado em Democracia, Direito Constitucional, Direitos Humanos, Ditadura

Mestrado em Direito – UFOP – Edital 2018

banner20181

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Direito, da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), TORNA PÚBLICO o edital para a realização do Processo Seletivo, Turma 2018, na Área de Concentração “Novos Direitos, Novos Sujeitos.”

O programa é constituído por duas linhas de pesquisa:

1) “Diversidade Cultural, Novos Sujeitos e Novos Sistemas de Justiça”;
2) “Novos Direitos, Desenvolvimento e Novas Epistemologias.”

Mais informações estão disponíveis em:
https://goo.gl/biAczh

1 comentário

Arquivado em Democracia, Direito Constitucional, Direitos Fundamentais, Direitos Humanos, Ditadura, Judiciário, Laicidade, Minorias

Por que Temer ficou? As próximas eleições consertarão o Brasil?

 

Por que a Câmara dos Deputados, em nome do combate à corrupção, aceitou denúncia contra Dilma mas não contra Temer? Que modelo é esse – Presidencialismo de Coalisão – que mantém Presidente e Congresso em uma relação constante de troca de favores? As emendas parlamentares liberadas pelo Temer – 13 bilhões de reais – a fim de que Deputados o “salvassem” mostram que o sistema possui problemas muito sérios – e que o problema não está em ser uma ou outra pessoa na Presidência do país.
Qual a saída?

Canal E-deias: https://goo.gl/4GVBLU

Deixe um comentário

Arquivado em Direito Constitucional

Cotas Raciais Discriminam! Sim ou Não?

 

cotas

Afinal, para que cotas raciais no acesso ao ensino superior? Será mesmo que elas violam a igualdade? Que elas reforçam o racismo? Que elas diminuem o nível da educação? Que elas afirmam a inferioridade do cotista?

 

Deixe um comentário

Arquivado em Direito Constitucional