ONU reconhece aborto como direito humano

Em Fevereiro/2016 o Comitê de Direitos Humanos da ONU condenou o Peru por ter proibido uma mulher de fazer o aborto: o feto era anencéfalo. Ela tentou os meios judiciais mas não conseguiu fazer o procedimento, razão pela qual deve ser indenizada pelo Governo daquele país, decidiu o Comitê.
Na decisão o Comitê fala, especificamente, no Aborto como um “Direito Humano”.

ISAPE

O Comitê de Direitos Humanos da ONU condenou, pela primeira vez, um Estado por não permitir o aborto. O órgão recomendou que o governo do Peru indenize uma mulher que, em 2001, foi impedida de abortar após constatar uma má formação no feto. A decisão histórica, anunciada no dia 18 de janeiro, implica a definição do aborto como um direito humano.

06-01-special_session_syria2 Foto: UN Photo / Pierre Albouy.

Ver o post original

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Direito Constitucional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s