Arquivo do mês: novembro 2015

Forbes Brasil: Entenda em 10 minutos como nasceu a crise no Oriente Médio, que chegou à França

O que ocorre exatamente na Síria? De onde vêm mais de quatro milhões de refugiados? Foram essas perguntas que incentivaram o grupo #WhyMaps a fazer um vídeo, no começo de outubro, que explica em pouco mais de 10 minutos e 15 mapas a história da Síria e da região, que têm sido o centro das atenções do mundo neste ano, em grande parte graças ao grupo terrorista Estado Islâmico (Isis).

Em seu primeiro projeto, o Why Maps narra, em espanhol, história do Oriente Médio de forma didática, por meio de mapas. O vídeo vai da Mesopotâmia aos dias de hoje para tentar explicar por que a região é tão importante para o resto do mundo (dica: envolve petróleo) e como a Síria se tornou um país tão conturbado, marcado por conflitos armados, golpes de Estado e guerras civis.

Embora tenha sido lançado no dia 8 de outubro, mais de um mês antes dos ataques terroristas à França, na última sexta-feira (13), o vídeo explica como o Estado Islâmico usa um antigo discurso para conseguir seguidores em uma luta contra o “Ocidente”.

Além disso, o projeto tem um fundo social. Segundo o grupo, “qualquer benefício financeiro que o vídeo possa gerar será destinado à campanha síria Save The Children”.

 

Fonte: Forbes Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Democracia, Direito Constitucional, Direitos Humanos, Ditadura, Laicidade

Desastre em MG alerta para urgência do debate sobre modelo de desenvolvimento

Observatório da Sociedade Civil

Em entrevista, Ivo Lesbaupin denuncia lógica do crescimento a todo custo, que ignora consequências para meio ambiente e pessoas. Modelo será discutido no seminário “Desenvolvimento em Disputa: Por uma economia a serviço da vida”, nos dias 17 e 18, em Brasília

Do Observatório

O rompimento de duas barragens de rejeitos de minério de ferro da empresa Samarco, em Minas Gerais, é um exemplo de como o atual modelo de desenvolvimento brasileiro é um risco para o meio ambiente e a própria vida das pessoas. O desastre criou uma enxurrada de lama que cobriu o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, e contaminou 500 km do rio Doce – cujo vale deu nome à gigante da mineração, uma das proprietárias da Samarco. O número de desabrigados chega a 660, e ao menos seis mortes e 19 desaparecimentos já foram confirmados – números que podem estar subestimados.

“Se desenvolvimento é crescimento econômico –…

Ver o post original 774 mais palavras

Deixe um comentário

Arquivado em Direito Constitucional